Samstag, 27. September 2008

Luiz Melodia Live in Concert , "Cinebrasil Filmfestival Party"



Pela primeira vez em Berlin, o grande Luiz Melodia em concerto
Na Semana do Cinema Brasileiro. Uma producao da nossa produtora
"Cinema Negro, Berlin".

Brasilianische Filmwoche in Berlin
cinemanegro präsentiert zum Erste mal in Deutschland :

Luiz Melodia Live in Concert , "Cinebrasil Filmfestival Party"

15 November, Pfefferberg, Haus 13. Schönhauser Allee 178

Karte Reservierung in A Livraria Berlin - livraria@berlin.deDiese E-Mail Adresse ist gegen Spam Bots geschützt, du musst Javascript aktivieren, damit du sie sehen kannst - 280 955 19


sidney martins
schönhauser allee 32 . 10435 berlin
telefon +49 - 030 - 486 25 899
info@sidney-martins.com
www.cinemanegro.de
www.cinebrasil.info

Dj Ras Adauto Berlin


video

Luiz Melodia e Cassia Eller
video

Luiz Melodia e Martinália
video

Donnerstag, 18. September 2008


Flash Widgets - Wix.com

Welcome To JamSambaRock @ World/Musica-Festa.comBrasil
25 Oct.08 ab 21 hs

The Original Brazilian Free Style Party

M.A.CU.M.B.A BERLIN Feat. Mestre Jakaré do Cavaco
(Rio de Janeiro/Paris) & Capoeira Rebel Crew

Afro-Brazilian Live GrOOvs

Master of Cerimony
The Legendary Crc (M.A.CU.M.B.A Berlin)

Performance/Show
More than 20 performing artists on Stage

Image

Mc´s
Pedro D´Litta (Stereo Maracana/Brazil)

Vdj´s
Ras Adauto (M.A.CU.M.B.A Berlin)
Chico Bruno (Imaginary Friends/Kiel)

Dee Jay´s
- Joel (Black Unite/Hamburg)
- Sérgio (BR 101/Hamburg)
- Garrincha 7 (Radio Papalapap/Berlin)

Party Sound Track
Brazil Beats - Reggae Dancehall - Soul - Sambarock - BaileFunk(oldschool Live)

LIVE ATTACK PERCUSSION and PEOPLE KNOWLOGDE
entrance 8 euros

Mittwoch, 10. September 2008

Reggae M.A.CU.M.B.A X, JamRock Party


Evento da galera "Black Berlin" M.A.CU.M.B.A, no mes de setembro

Dj The Legendary CRC

Dj Ras Adauto Berlin

e mais e mais...

M.A.CU.M.B.A

(Movimento Artístico e Cultural Misturando o Brasil na Alemanha)

http://www.macumba-berlin.de

==========================

Enquanto isso assistam o documentário

sobre o SummerJam Festival, em France,

2007


SALIF VERSION 2008 A LA MUERTE NEOCHROME GHETTO YOUTH


Salif, o rapper afro-frances, canta o sufoco dos jovens e moradores dos guetos de Paris.

Poeme de Salif

banlieu banlieue baston batar ben best beyonce bigg big biggie bitch black block bombe booba booska-p boxe boy break california can casablanca cent changes chanson Cite city clash clips club coast comedy concert cost crips cry dead dear death deathrow deep diam's disco die dieu diss dmx dog Dogg doggy don don't dr dre east Eazy emeute eminem fatal feat fight fogiel francais france freestyle fry funk gad game gang gangsta ghetto goes gospel hip hip-hop hiphop hit hommage hop hot i'm ice interview jackson jamel jay-z jim jojo Juelz justin K-Ci kamelancien kanye keep knight Kurupt L.A. La le las life like lil lim live Lloyd los love mad made mafia makaveli mama mansion maroc michael mike Mims mix montana mort mtv nas Nate new niggaz notorious old outlaw outlawz pac Pac's pacs police pub publicité Puff prison rap remix rémy Rihana Rihanna rip rock roger rnb Rohff row rue sarko sarkozy school shakur side sinik snoop song soprano

shone ker orosko alpha 5.20 balastik dogg union hp larsen boulox lim cens nino movez lang booba lunatic sefyu rohff sinik kamelancien departement rap francais americain sniper tunisiano aketo blacko al k pote neochrome seth gueko katana tupac 2pac alibi montana 113 mokobe rim'k iam akhenaton freeman shurik'n ghetto fabulous gang fonky family montana aulnay clignancourt clicli 77 78 91 92 93 94 95 13 police emeute baston bagarre flic gendarme roubaix toulon la crau mafia k1 fry sarkozy bac

Biografie Salif

Salif Wonka, alias Salif, est un rappeur originaire de Boulogne-Billancourt (92).
En 1995, il fonde avec EXS le duo Nysay. Il fait partie ensuite du collectif Beat 2 Boul.
En 2001, Salif rejoint le label IV My People, tenu par Kool Shen, et sort son premier album Tous Ensemble - Chacun pour soi réalisé par l'ex-NTM.
Par la suite, Salif sort plusieurs mixtapes et street albums avec Nysay. En 2007, Salif revient en solo avec le street album Boulogne Boy sur le label Menace Records. 

MySpace SALIF: www.myspace.com/salif01
Skyblog: www.salif-officiel.skyblog.com

Commandez-le dès maintenant via:
http://musique.fnac.com/a2207300/Salif-Prolongations-CD-album

Producteur du label Néochrome: www.myspace.com/yoneaneochrome 




http://www.dailymotion.com/playlist/xluc7_Sylvain_aka_Jawud_playlist-007/video/x65dca_salif-version-2008-a-la-muerte-neoc_music

Bob Marley vira monumento da paz nos Bálcãs

A pequena cidade de Banatski Sokolac, na Sérvia, inaugurou na madrugada de domingo, 24 de agosto, estátua de Bob Marley, o grande reggaeman, como um dos símbolos da paz nos Bálcãs.

O monumento foi lançado durante o festival de música Rock Village, que contou com a participação de músicos e artistas da Croácia e da Sérvia.

A imagem, criada pelo artista croata Davor Dukic, apresenta Marley com sua guitarra e com um dos punhos erguido no ar.

Segundo os produtores do festival, Bob Marley, que morreu em 1981, foi um dos marcos internacionais que “promoveu a paz e a tolerância em sua música”.

“Estamos honrados em ter o primeiro monumento na Europa com essa lenda do reggae, criado pelo artista croata Davor Dukic”, afirmou um dos organizadores.

Banatski Sokolac fica a 90 km de Belgrado.

Sonntag, 17. August 2008

"É Doce Morrer no Mar"


Foto: Mário Luiz Thompson
http://www.mpbnet.com.br/musicos/dorival.caymmi/

Nossas homenagens ao grande Dorival Caymmi, que ora nos deixa
para descansar no reino eterno de Olorun. Sempre que olho o mar,
principalmente os mares do Brasil, lembro de alguma música de Caymmi.
Desde pequeno isso acontece comigo, desde que meu pai, um baiano nato, cantou pela primeira vez pra mim "É doce morrer no mar". Meu pai cantou, me lembro muito bem, com um grande lamento no peito. Eu tinha 5 anos de idade e fiquei com aquela coisa mexendo comigo até hoje lá
dentro. E quando vejo o mar, me lembro de meu pai, de Caymmi, mas fico com medo enorme de morrer no mar e ao mesmo tempo curiosode saber como é uma sereia em seu grande leito verde de noiva. - Ras Adauto

"Dorival Caymmi é um dos fundadores da música popular brasileira, patriarca de uma linhagem de músicos de talento. Suas canções praieiras e seus sambas-canção são patrimônio da cultura nacional. Brilhou e inovou como compositor, músico e cantor. Sua música é uma completa tradução da Bahia. Foi com tristeza que recebi a notícia de sua morte. Meus sinceros pêsames a sua esposa Stella Maris e a seus filhos - Nana, Dori e Danilo. Sua obra permanecerá sempre viva na memória dos brasileiros, iluminando a todos com a graça e a alegria de suas músicas", diz a nota do Presidente Lula.

"É Doce Morrer no Mar", nas vozes de Cesária Évora e Marisa Monte.



Domingo, 17.08.2008

Montag, 4. August 2008

Plays: House of Reggae

House of Reggae: 28 Podcast



Sonntag, 3. August 2008

AfricaBeat Mix Podcast


Por sugestão do fotografo Januário Garcia, Rio de Janeiro,
foi criado o Africabeat´s Podcast. Uma viagem ao
som rico, variado e mágico do Continente Africano
e da Diáspora espalhada pelo mundo. A música
negra em sua pura essência....

Escutem e dancem a vontade:

http://africabeat.podomatic.com

Será postado um episódio-mix por semana

Viel Spass!
Dj Ras Adauto
Radio Tv Sacy Fm
Berlin, 03 de agosto de 2008






Dienstag, 29. Juli 2008

Renato Pantera: Ganz Genau!


Foto: Ras Adauto Berlin

Renato Pantera ist 1994 als Komponist, Sänger, Gitarrist und Percussionist von Brasilien nach Deutschland gezogen. Aus der Zeit in Brasilien und dem Zusammentreffen verschiedener Kulturen und musikalischer Kontakte, begeistert Panteras Musik als facettenreiches Produkt dieser Begegnungen und Erfahrungen. So verwundert es nicht, dass Pantera ausser von seiner modernen, traditionellen brasilianischen Musik noch von vielen anderen Musikstilen geprägt ist:

Samba-Pop, Reggae, Samba-Rock, Rap, Samba-Rap, Samba-Funk und Afro-Pop, Bossa Nova, Bossa Velha, Forró, Baião, Samba de Raiz, Samba-Reggae, Pagode und Pop Balladen.
Seine eigenen Kompositionen sowie die traditionelle brasilianische Musik stellte er bereits auf vielen nationalen Festivals und Konzerten vor. Renatos Kompositionen berühren die essentiellen Elemente des Lebens: Liebe, Freundschaft sowie sozialkritische Themen. Die menschlichen Belange und der Frieden ist es, der ihm am Herzen liegt und sich in seinen Liedern widerspiegelt.

Renato tritt mit verschiedenen Besetzungen auf. Doch ob solo oder mit Band - er möchte die Menschen mit seiner Musik beglücken. Ob auf Open Airs, Messen, auf Festivals, Konferenzen, in Clubs, in Bars, auf Sommerfesten oder auf Privatparties - er hat bewiesen, dass seine Klänge direkt in die Beine gelangen.

Englische Übersetzung:
Renato Pantera is born in Rio de Janeiro, a real "Carioca". Since 1994 Pantera's base is Germany. He sung and played all over Brazil, where he met all kinds of artist of all cultures. Now of course his music fascinates the audiences throughout Europe and Germany. His big experience and rich repertoire spans over samba-pop, samba-rock, rap, samba-funk, afro-pop and traditional brazilian music of course, which altogether melts down in Pantera's modern brazilian pop-music.

Renato is composer, singer, guitarist and percussionist. in numerous concerts and shows he introduced his compositions, now recently recorded inGermany. His songs touch the essential elements of live. they tell storys of love, nature, peace, politics and many facets of human interests. Renatos humble and open appearance makes everybody instantly happy, no matter if he plays with group or alone.


Renato Cesar Da Silva Coutinho

Nome Artístico: Renato Pantera

Nascimento: 12/07/1964

Naturalidade: Rio De Janeiro

Nacionalidade: Brasileira



Cantor, compositor e músico , Renato é um músico autodidata que aprendeu a tocar violão sozinho e buscando informaçỡes com musicos amigos que tinham a possibilidade de estudar música na Escola De Música Do Rio De Janeiro. Participou de diversos festivais universitários de música sendo que em alguns fora premiado como melhor autor, interprete e performance com o público. Tocou e cantou só ou com bandas em diversos bares, clubes, festas particulares nas zonas norte e sul do Rio De Janeiro entre os anos de 1979 e 1982. No inicio do ano de 1982 decidiu parar de tocar nos bares e clubes noturnos da cidade e foi cantar e tocar nas praias de Copacabana e Ipanema em um clima de 40 a 45 graus variantes no verão. Nas praias obteve muito sucesso cantando e animando os banhistas que o apelidaram de Pantera devido ao fato de ter imitado a Pantera Cor de Rosa na maneira de andar. Todos se divertiam muito e davam calorosos aplausos. Daí em diante passou a ser uma figura folclórica da cidade do Rio de Janeiro. Turistas do mundo inteiro o fotografavam, filmavam e levavam para seus paises. Devido a este sucesso nas praias, foi entrevistado pela revista de domingo do Jornal Do Brasil, filmado pelo RJ TV da Rede Globo de Televisão, TV Manchete, TVS, Jornal O Dia, Folha De São Paulo, entrevista ao vivo na Rádio Roqute Pinto para o programa Novos Talentos, apresentado pelo radialista Claudinho Mil.

Renato ficou conhecido de toda orla marítima carioca e em 1994 fora convidado por um empresário alemão a ir para Alemanha tocar em seu clube por tres meses. Foi para alemanha e hoje já fazem doze anos que vive neste país. Na alemanha, Renato está fazendo bastante sucesso em diversos estados como em Stuttgart, Berlin, Munique, Düsseldorf, Manhein, Frankfurt,Colonia, Rügen, Hamburg, e entre outros estados deste país. Fez e faz turnês com bastante sucesso em diversos paises da europa como Polonia, Portugal, Espanha, Italia, inglaterra e outros...

Na alemanha gravou seu primeiro CD que se chama Radio Rio. Este CD foi produzido em Stuttgart pelo produtor, cantor e saxofonista de jazz Ala Heiler que gostando das performances musicais e da voz de renato ao tê-lo visto cantar e tocar ao vivo no Restaurante Lisboa , resolveu investir produzindo assim o que foi o primeiro CD de Renato Pantera. E deu-lhe o visto de permanência como contratatado da firma Ala Records. Morou em Stuttgart de 1994 até 1999. Atualmente morando em berlin faz concertos e shows de norte ao sul da alemanha com sua banda que é formada por musicos de diversos países, que na alemanha vivem, e com vasta experiencia musical. Atualmente acabou de produzir seu segundo CD no Rio De Janeiro. Este CD se chama “Quanta Emoção” e tem os arranjos do maestro Hugo Bellard que acredita muito no talento de Renato e arranjou o disco com atenção especial. Renato é um compositor e músico eclético com diversas influências musicais; cresceu ouvindo e se inspirando na MPB, no Soul, no Reggae , no Samba, no Forró, no Rock, no Funk Melodie, no Jazz, no Blues, no Pop Brasileiro e Internacional. Na infância ouviu e cresceu se inspirando em Gilberto Gil, Caetano Veloso, Gonzaguinha, Lupcinío Rodrigues, Jamelão, Nelson Gonçalves, Cartola, Paulinho Da Viola, Os Originais do Samba, Auceu Valença, Sá & Guarabira, Flavio Venturini, Lo Borges, Zé Renato, Dorival Caimy, Chico Buarque De Hollanda, Nana Caimy, Pepeu Gomes, Raimundo Fagner, Grupo Fundo De Quintal, João Nogueira, Agepê, Djavan, Toquinho, Vinicius De Moraes, Tom Jobim, Jorge Ben Jor, Tim Maia, Carlinhos Lira, Nana Vasconcelos, mestre Marçal, Bethania, Gal, Elis Regina, Leila Pinheiro, Elba Ramalho, Zé Ramalho e muitos outros cantores e compositores que fizeram e fazem a história da Música Popular Brasileira. Por isso hoje Renato é um cantor e compositor com diversas tendências musicais. Por onde se apresenta arrasta cada vez mais admiradores de seu trabalho musical; toca violão de forma percussiva dando as suas musicas ritmos fortes e envolventes. Sua voz é forte, melódica e sua interpretação vem da alma, de seu espírito e de seu coração.

video

Renato Pantera & Samba Soul Br - Titel 04


Found at bee mp3 search engine

www.renato-pantera.com

Donnerstag, 24. Juli 2008

Dama Bete


De igual para igual - 2008 Universal

Dama Bete é a nova mulher de armas do rap nacional.

O primeiro álbum "De Igual para Igual", foi editado com o carimbo de uma grande editora e mostrou esta dama cheia de recados para mandar ao mundo masculino do hip hop.

«Nos EUA, onde nasceu o hip hop, as raparigas são muito discriminadas e usadas pelos próprios rappers como objectos. Elas próprias acabam por usar demasiado aquela parte muito sexual... Cá não acontece isso, mas as raparigas não têm tanta visibilidade como os rapazes. E já existiram muitas, que ao longo dos anos foram desaparecendo porque nunca tiveram apoio e foram deixando de rimar. Eu podia ser uma delas, mas tive sorte», diz Bete.

Fora dos palcos, Elizabete Oliveira é uma tímida jovem de 23 anos, que nasceu em Moçambique e cresceu na Parede, e que desde cedo sentiu a necessidade de se expressar através da rima.

«Escrevo sobre o que inspira no momento. Há quem diga que eu escrevo coisas muito mórbidas, mas se calhar tomamos mais atenção às coisas negativas que às positivas. Quando te acontece algo menos bom, tens logo a necessidade de escrever», continua.

"De Igual Para Igual" conta com a participação de artistas como Melo D, o mestre da kora Galissá, Firmino Pascoal e membros dos Terrakota, contribuições fora da área do hip hop que vieram expandir as composições de Bete.

«O hip hop para mim sempre foi uma fusão. Mas cá em Portugal há uma tendência para imitar e fazer samples de músicas estrangeiras. Eu pensei: tenho tantos amigos músicos quero é fazer uma fusão da minha música com a deles. E em Portugal também há muito a cena da multiculturalidade e da lusofonia, também quis trazer um bocado disso para o disco. Porque eu sinto-me lusófona, não particularmente portuguesa ou moçambicana», comenta.

Ao vestir a personagem desta Dama, Bete reconhece a importância da imagem para os artistas.

«As pessoas antes de ouvirem um CD, vêem o CD. É importante também que o CD chame a atenção. É bom que as pessoas tenham o desejo de o ouvir. Por isso também apostámos na imagem», comenta.

Oiça a entrevista a Dama Bete e fique a conhecer melhor esta revelação no feminino do hip hop nacional.

Rita Tristany
cotonete.clix.pt
http://cotonete.clix.pt/ouvir/entrevistas/body.aspx?id=1638&type=0



video
http://www.myspace.com/damabete

Montag, 21. Juli 2008

DJ DOLORES


DJ DOLORES
Hochgeladen von Sirelazik


http://www.dailymotion.com/video/x4mb3g_dj-dolores_music
:::::::::::::::::::::::::
http://www.myspace.com/djdoloresaparelhagem
DJ Dolores (aka Helder Aragão) has been active in the ebullient musical scene of his hometown Recife since his collaboration with Mangue Beat originators Chico Science and Nação Zumbi in the late ‘80s. He then worked as a graphic designer, TV documentary producer, soundtrack composer for films and theatre before adopting the turntables and sampler as a means of expression. He has remixed tracks for Gilberto Gil, Tribalistas, Fernanda Porto and Taraf de Haïdouks, was invited to take part (alongside David Byrne and the Beastie Boys) in Wired Magazine's Rip, Mash, Sample, Share project in support of the Creative Commons licenses, wrote and recorded soundtrack music for Brazilian films A Máquina and Narradores de Javé, and has won several awards in Brazil and abroad (including the 2004 BBC World Music Award, in the ‘club global’ category). His previous albums came out in 2002 (Contraditório) and 2005 (Aparelhagem) DJ Dolores is definitely at the forefront of a new movement which reappropriates some of the country’s neglected traditions, especially those popular styles traditionally shunned by the establishment, and brings them to a wider audience, thus bridging the gaps between poor & rich, young & old, and showing that there’s an amazingly rich musical world beyond samba and bossa nova.
http://bbpiratesradio.over-blog.com/

Bob Marley - Gilberto Gil - Three Little Birds (Animation)

Länge: 03:08Aufgenommen am: 27 September 2006in: Frankreich

Globalizacao: Diversidad Single Experience

ON FREE DOWNLOAD HERE :
http://www.myspace.com/diversidadexperience

EUROPEAN PLACE FOR HIP HOP...

DIVERSIDAD SINGLE EXPERIENCE !
Even if the artists come from all over Europe and don't use the same words, they speak the same language:
The urban culture language...
For the 1st time, European rappers are together in a recording studio
No need to make endless presentations: Just Listen !!

Featuring :
AKHENATON / SHURIKN (IAM - FRANCE)
ABD AL MALIK (FRANCE)
NIKKFURIE (LA CAUTION - FRANCE)
PROMOE (LOOPTROOP ROCKERS - SWEDEN)
CURSE (GERMANY)
BALOJI (BELGIUM)
NOORA NOOR (NORWAY)
SAM THE KID (PORTUGAL)
DJ CRUZFADER
MUCHO MUCHACHO (7NOTAS7COLORES - SPAIN)
PRODUCED BY SPIKE MILLER (FRANCE)

Montag, 30. Juni 2008

Revendo o Tom-Zé!

Tomzé, o mais tropicalista dos trópicos que nao dorme em acordes para lá de dissonantes emitindo para as antropofagias desse Brasil pandeiro reco-reco e o que que a baiana tem?. O mais louco dos génios que nao acredita que o genio da raca é uma grande besteira. O mais paulista dos nordestinos; em Sao Paulo todo nordestino é baiano e Tomzé é o DisTom Jobimeloso dos Brasis por aí mais afinado que a virtuose de Joao apesar de todo o barulho da rua Augusta e adjacencias. Genésio, voce viu o Tomzé por aí???... Está ali plagiando um Funk na Saudosa Maloca, ora vejam só!...
DJ Ras Adauto

video
Arquivo Trama


video
Trailer do documentário "Fabricando Tomzé, de Décio Matos Jr.


video
Clip "Taka-tá"


O Amor é um Rock!

video


http://www.tomze.com.br/

Sonntag, 29. Juni 2008

Luciana Mello canta Cartola



Filha de Peixe, peixinha é, como diz o ditado. E Luciana Mello nao contradiz o velho ditado. Filha do grande cantor Jair Rodrigues, Luciana é uma das talentosas cantoras da nova geracao e demonstra em seus shows e discos que veio para ficar e deixar sua marca na galeria das grandes cantoras da Música Popular Brasileira.

video

Site Oficial: http://lucianamello.uol.com.br/lm.htm
Blog da Luciana Mello: http://www.lucianamello.blogger.com.br/

Samstag, 28. Juni 2008

A Diva Daúde


"Nasci numa cidade abençoada. Vivi num gueto onde o cantar dos grilos, dos galos e o barulho do brejo eram de pura sinfonia. Talvez por isso tenha a alma lavada e repleta de música.

Passei minha infância ouvindo meu avô e os meus tios seresteiros tocando e cantando. Sinhô, Lupicínio, Luiz Gonzaga, Erivelto Martins, Nelson Gonçalves, Orlando Silva, Jararaca e Ratinho e tantos outros.

Meu pai, com a sua discoteca, me apresentou a Martinho da Vila, Mestre Marçal, Monsueto, Jackson do Pandeiro, às músicas sertanejas, a Pixinguinha, Villa-Lobos, a todos os hinos militares (o hino da marinha era o mais bonito!), às big bands, aos sambas de roda e a seu repertório saxofônico e clarinêtico.

Minhas tias me ofereceram Roberto Carlos, Jerry Adriani, Wanderley Cardoso, Vanderléia, Vanusa, Antônio Marcos, Gil, Gal, Bethânia, Caetano, Chico Buarque, Rolling Stones, Beatles, Serge Gaisbourg (J'ai taime moi non plus), Jorge Ben (Ela não gosta mais de mim, mas eu gosto dela mesmo assim, que pena! ), Leno e Lilian, MPB 4, Eduardo e Silvinha Araujo e por aí vai.

Minha mãe ofertou com carinho Dalva de Oliveira, Ângela Maria, Claudia Barroso, Núbia Lafayete, Nicinha Batista, Elizete Cardoso, Dolores Duran, Emilinha Borba e Marlene, todos os hinos religiosos e as cantigas de ninar.

Já no Rio, a cultura de rádio na minha adolescência foi fatal e total. Pela primeira vez, através do projeto Minerva, escutei Patativa do Assaré. As rádios Tamoio e Mundial incumbiram-se de me apresentar Marvin Gaye, Barry White, James Brown, Stevie Wonder, Diana Ross, Tina Turner, Donna Summer, Tanita Tikaran, Michael Jackson and Jackson Five, Chaka Kann, Santana, Sta. Esmeralda, Slade, Genesis, The Who, Pink Floyd, Lou Reed e Roberta Flack.

Vi a MPB estourar nas FMs. Novos Baianos, Secos e Molhados... dançava e cantava todas as músicas de cor e salteado. Assim, decidi mesmo cantar e passei a perceber as técnicas usadas pelos cantores.

Todas essas influências fazem parte da minha vida. Todas tão naturalmente presentes e necessárias, quase orgânicas.

Daúde"


Daude - Quatro Meninas




Pata Pata



Venus - daúde



http://www.myspace.com/daudebr

Ras Bernardo & DigitalDub Sound System Brasil


RAS BERNARDO
Release

Se alguém for contar a história do reggae no Brasil, terá que "obrigatoriamente" mencionar o nome de Ras Bernardo, natural de Belford Roxo, Baixada Fluminense do RJ. Criou em 1983 a banda Lumiar que anteciparia uma onda que somente anos mais tarde iria estourar na cena musical brasileira.

Aos poucos foi se destacando pela sua força nos palcos. À frente da banda, magnetizando a todos de microfone em punho, Ras Bernardo começava a dar os primeiros passos na sua longa trajetória musical.

Na virada de 1989 para 1990, o Lumiar vira Cidade Negra e finalmente grava o seu tão aguardado disco de estréia pela CBS (hoje Sony), não por acaso intitulado "Lute para Viver".

Pela primeira vez um conjunto de Reggae aparecia nas TVs de norte a sul do país e a figura de Ras Bernardo, com seus dreadlocks, em cadeia nacional foi um verdadeiro grito de liberdade para o movimento Reggae no Brasil.

Em 1992, à frente do Cidade Negra, Ras Bernardo iniciou sua carreira internacional abrindo um show do Steel Pulse na França, e meses depois, tornaram se a primeira banda brasileira a pisar no Palco do "Reggae SunSplash", o mais importante festival da JAMAICA, ao lado de nomes como Barrington Levy, Lucky Dube, Buju Banton...

Ras Bernardo decidi seguir carreira solo lançando o disco Atitude Pátria (TopTape 1996). Em 2006 grava o single "No morro não tem play" pra coletânea "Digitaldubs apresenta: Brasil Riddims vol 1" com ótimas críticas da imprensa. Em Maio 2007 veio o segundo disco solo, JAH É LUZ (Muzamba), começando assim uma nova fase na sua história.


Digitaldubs & Ras Bernardo



Ras Bernardo convida Lei Di Dai; confira no Estúdio Showlivre a música "Original do gueto"



DigitalDubs Sound System Brasil



CONTATO PARA SHOWS:
55 (11) 5539 0854
55 (11) 7350 7150

http://profile.myspace.com/index.cfm?fuseaction=user.viewprofile&friendID=116681529

Freitag, 27. Juni 2008

Nneka - Heartbeat


Nneka (Nneka Egbuna, nascida em 24 de dezembro de 1981, em Warri, Nigéria) é uma cantora e compositora nigeriana de Hip Hop/Soul, radicada em Hamburg. Filha de um nigeriano e uma alema.

Born in Nigeria, Nneka relocated some 10,000 miles to Hamburg, Germany, at the age of nineteen to pursue a career in singing along side a degree in Anthropology. Having landed in the German port, the singer hooked up with DJ and Hip-Hop beatmaker DJ Farhot and ever since, their strong musical relationship has been the backbone of Nneka’s success. Her influences reflect her younger days in Nigeria as well as her time in the Western world. The distance she has travels shines through in her voice as does her diverse musical influences. She cites famous compatriot Fela Kuti and legend Bob Marley as well as contemporary rappers Mos Def, Talib Kweli, Mobb Deep and Lauryn Hill as key influences in her pursuit of musical recognition.

After finishing her debut EP “The Uncomfortable Truth” she toured Europe, commencing a long live schedule, performing to up to 6000 people at her later gigs, this young talent supported the likes of Femi Kuti, Seeed, Sean Paul and Gnarls Barkley. Performing all over Europe, from her adopted hometown of Hamburg to Holloway Prison in London.

Nneka’s album “Victim Of Truth” was released in September 2006 to rave reviews from the music press. The songs on the album provide a range of sounds from deep soulful ballads like ‘Confession’ to funky Hip-Hop tracks like ‘Stand Strong’ to ‘Changes’, which is a modern reinvention of the 90s UK soul sound.

Despite her Nigerian background, Nneka’s sound is strongly connected with her European journey.

“The way they dress, the way they carry themselves, their religion. So many things that are important to me are not important to them. For two years I was overwhelmed.”

This difference in ethical outlook comes to the fore in her music, with her social responsibility to her homeland of Nigeria laying heavy on her mind.

“I get inspired when I take a severe look at the things going on in our world today; especially in my country. How people live, suffer and endure pain, politics and religion, when I see all that man has evoked and created out of self-centeredness and devotion to material things”.

Nneka’s voice strikes an eerie balance between rage and pain which mirror’s the abrasion of two continents, Europe and Africa, within Nneka’s life so far. Nneka reiterates her humility in the face of her musical talents.

“I do not see myself as a performer but as somebody who shares her heartfelt feelings with others. I have fortunately, by the grace of God, the opportunity to sing my message to you on stage.”




Veja também sobre a moca em:
http://www.myspace.com/nnekaworld

Mittwoch, 25. Juni 2008

Forró do Vento


Anastácia Azevedo

Anastácia é Cantora e Compositora. Brasileira, residente em Berlim desde 1990. Ingressou em 1985 no curso de música na Universidade Estadual do Ceará (UECE) Fortaleza-Brasil, de 1991 à 1996, concluiu canto na Escola Superior de Música Hanns-Eisler Berlim, com ênfase na música popular e no jazz.

No final da década de oitenta, ela e o Guitarrista Zé Eugênio, parceiro na composições, arranjos e atuações artisticas, escolheram Berlim para morar e inspirar-se nas vivências especiais dessa cidade. Com rítmos do nordeste do Brasil, eles desenvolvem um trabalho onde vibra progressiva Música Popular Brasileira e retrata Berlim, como portal de uma nova vanguarda das artes. Eles juntam as raizes tradicionais e populares com as tendências contemporâneas do Funk e Jazz.

Anastácia apresentou-se em vários locais em Fortaleza e pelo Ceará, entre outros: Centro Dragão do Mar, Teatro José de Alencar e Centro Cultural Banco do Nordeste. Na Alemanha, participou de festivais como: MASALA-Weltbeat-Festival em Hannover - TOHUwaBOHU Festival em Berlim, Micro-Festival em Dortmund, Alemanha.

Anastácia vem divulgando com êxito o seu disco de estréia Lumerê Lumerá gravado em 1999 pela Produtora Piranha Musik e apoiado pelo Instituto Cultural Brasileiro na Alemanha (ICBRA), em Berlim. As músicas do CD da Anastàcia são executadas frequentemente na Rádio MultiKulti-Berlim, SWR Rádio International-Stuttgart e também foi considerado CD da semana na WDR-Rádio5-Funkhaus-Europa em Kolônia, na Alemanha.

Para Anastácia, o disco "é uma simbologia que representa um nascer, um acontecer. Trata-se da criação de uma estória. É o tema em que se baseia o fato de Lumerê narrar, no contexto de sua universalidade, a história da música, e particularmente da música popular brasileira. As composições retratam as relações da formação do Brasil, das misturas culturais de que resultaram o samba, o maracatu, o bai&atildeo, todos os rítmos do nordeste do pais".

Ao lado do Duo com Zé Eugênio, Anastácia trabalha também com banda e experimenta diferentes rítmos. Ela canta nos seus textos sobre o amor, a natureza, a alegria da vida e momentos vivenciados em Berlim. "Sou uma artista que se serve dos sons, da música, como um véiculo para traduzir e transmitir minhas emoções e minha espiritualidade". Inspirada pela vasta expressão musical de seu país, Anastácia cativa o público com o seu estílo próprio de interpretar as canções. A suavidade lírica e energia rítmica misturadas a uma autêntica força vocal revela o caráter da sua voz e do seu talento.

Discografia:

"Lumeré Lumerá", Anastácia & Banda, 1999 - Piranha Musik, Berlin

"Amanaiara", Anastácia & Zé Eugenio & Banda, 2005 - Piranha Musik, Berlin

Clip: Forró do Vento, de Katharina La Henges/Ras Adauto

video

Montag, 23. Juni 2008

Seu Jorge canta o Brasil em Berlin


Foto: Dj Garrincha

Gravado durante a apresentacao de Seu Jorge,
no Cinema Babylon, na abertura da Mostra do
Cinema Negro, Berlin 16 de novembro de 2007 .
Imagens: Ras Adauto


video

Samstag, 21. Juni 2008

Too Funk Sistaz



As belas gatas e competentes do Too Funk Sistaz dao uma virada
no Rap/Hiphop de Berlin, cheias de charme, atitude e rebeldia.
E eu tenho o previlégio de ser amigo de Calyz... - Dj Ras Adauto Berlin

Too Funk Sistaz
son tres raperas Duygu DA.i (Turquía), Sinaya (México) y Calyz (Chile) que viven en Berlín - Alemania e fundieron en agósto de este año la crew TFS para hacer presentaciones y producir canciones.

Las tres tienen técnicas y estilos muy personales que son el resultado de muchos años de trabajo lo cual se trata de unir en el Disco producido. TFS significa fusión. Ellas utilizan la música como una herramienta que deberá crear una conexión entre la cultura de sus países de origen y el mundo en que viven hoy. Las tres recogen las problemáticas de sus vivencias y las proclaman claramente.

Calyz, Sinaya y Duygu DA.i son activas en la escena del HipHop y se presentan continuamente en la región de Berlín como también en otros lugares de Alemania. Con este Disco planean presentarse definitivamente.





Para verem a ficha completa das Sistaz:
http://profile.myspace.com/index.cfm?fuseaction=user.viewprofile&friendid=265437349